maio 15th, 2018 SAIU A LISTA DOS CONVOCADOS

Já vibrei e me emocionei em várias copas. Esta, no entanto, apesar da contagem regressiva para o seu início, simplesmente parece não empolgar a “pátria de chuteiras” como em outras épocas. Ando pelas ruas de várias cidades do Brasil, não vejo ruas e muros sendo pintados com o verde e amarelo, nada de bandeirinhas nos carros, até o momento nenhum estabelecimento comercial me brindou com uma tabelinha da copa, enfim, o famoso “clima de copa” ainda não aconteceu. Patrocinadores, lojistas e veículos de comunicação foram pegos no contrapé pela indiferença da torcida brasileira.

As manchetes dos últimos meses explicam. A nação está saturada, enojada, cansada e indignada diante das corrupções que são reveladas e despejadas sobre suas carências sociais diariamente. Corrupções estas que não se limitam ao mundo dos políticos, exibem suas garras nas artes, nas escolas, nas empresas, nos esportes. Os mandatários do futebol estão praticamente todos com a corda no pescoço e a tornozeleira eletrônica nos pés. Quem, em sã consciência, vai ficar com “climinha” de festa diante da falta de comida, de salário, de vergonha?

Não dá! É muita falta de sabedoria. Bem, mas se sabedoria é o que precisamos, é melhor focarmos em outra lista: “Mas para aqueles que Deus tem convocado, tanto judeus como não judeus, Cristo é o poder de Deus e a sabedoria de Deus” I Coríntios 1:24. Gosto da forma como Paulo vai direto ao ponto. No contexto do capítulo o problema a ser resolvido fica claro, divisão.

Os cristãos dali estavam divididos nas suas preferências em relação aos seus líderes. Uns queriam Paulo, outros Apolo, outros Pedro… Lembrando palidamente as inúteis discussões em relação aos convocados do Tite, “ah, eu teria chamado tal jogador…”, “de jeito nenhum, tal jogador é muito grosso…” ou seja, discussões que não levam a nada.

Então Cristo, o camisa 10, o Craque dos craques, o Técnico dos técnicos, o Estrategista dos estrategistas, é claramente definido pelo apóstolo, poder absoluto e sabedoria plena que somente Deus tem. Fomos convocados por Deus e, no time dEle, somos liderados por Aquele que não conhece derrota. Mesmo quando tudo parece conspirar para uma inevitável derrota, continue lutando pela fé, pois é absolutamente certo que ainda que seja nos quarenta e cinco minutos do segundo tempo o jogo neste mundo vai virar e os convocados do Pai serão conduzidos em triunfo.

Se é assim, que tal sair fora dessas polarizações que espertamente a mídia tenta impor tão somente para nos dividir? O poder e a sabedoria não são monopólio de grupos, ongs ou partidos. O poder invencível e a sabedoria divina estão sob o controle dEle, que doa para quem quer, quando quer e como quer. Diferentemente do limitadíssimo número de vagas que existem na lista do Tite, na lista do Pai ainda tem lugar para mim, para você e para tantos quantos Deus o nosso Senhor convocar, portanto precisamos unir, não dividir. Amar, não odiar. Perdoar, não se vingar.

Deixe seu comentário