agosto 4th, 2017 E SE O COMBUSTÍVEL ACABAR EM PLENO VOO?

Aconteceu nesta terça, dia 01/08/17, com o voo 1520 da Gol, que saiu de Guarulhos rumo a Fortaleza. Inicialmente foi anunciado e vendido como um voo sem escalas. Mas, segundo o piloto, “antes do ponto de reclearance, estamos com combustível abaixo do previsto para continuar”, por esse motivo foi necessária uma parada emergencial em Salvador para reabastecer.

O caso já gerou inúmeras especulações e passa pelas devidas investigações. Pelas regras da Anac um avião que decola para um voo sem escalas tem que ter em seu tanque 10% a mais de combustível, pois caso necessite ir para uma outra pista que não a do seu destino ele ainda tem performance para fazê-lo sem risco. Recentemente assistimos a tragédia que ceifou a vida da maioria dos passageiros e tripulantes do avião que levava a delegação da Chapecoense, lembra? O problema já comprovado naquele caso, foi exatamente esse, o combustível não era suficiente para o percurso.

O voo 1520 da Gol atrasou pouco mais de duas horas para chegar em seu destino. Duas horas de atraso para preservar a vida é um bom atraso. Mas preocupa saber que uma falha desse nível pode acontecer a qualquer hora no voo de qualquer um de nós. Felizmente tudo deu certo, o voo foi desviado, a aeronave foi reabastecida e a viagem seguiu.

A vida tem imprevistos que precisam ser previstos. As vezes estamos em pleno voo e como no voo 1520, os indicadores indicam que o nosso combustível está acabando. Se agarrar ao orgulho e continuar pode ser fatal, não admitir o risco e continuar no ar pode ser mortal. Como o piloto da Gol, precisamos falar com a torre de comando do céu, confessar nossa deficiência e dependência, desviar a rota, pousar, dar um tempo, aguardar o socorro e reabastecer, só então devemos continuar, com a autorização e aprovação que vem do nosso Comandante.

Quando o nosso combustível está acabando não quer dizer que é o fim. O combustível na vida daquele que foi o maior presidente da história dos Estados Unidos acabou muitas vezes antes dele vir a ser reconhecido como tal. Acompanhe: O combustível acabou nos negócios em 1831, também acabou quando foi derrotado para legislatura em 1832, de novo nos negócios em 1833, quando teve colapso nervoso em 1836, o combustível acabou quando foi derrotado para presidente da Assembléia Legislativa em 1838, quando foi derrotado para membro do Colégio Eleitoral em 1840, quando foi derrotado duas vezes para deputado em 1843 e 1848, também quando foi derrotado para senador em 1848, acabou quando foi derrotado para vice-presidente em 1856, e o combustível acabou quando foi novamente derrotado para senador em 1858. Ele nunca desistiu, reabastecia e seguia em frente, até que em 1860 Abraão Lincoln foi finalmente eleito presidente dos Estados Unidos.

E se o combustível da sua vida acabar em pleno voo? Clame por socorro e pouse seus sonhos e projetos nas mãos de Deus. Não desista, afinal, Ele jamais desistirá de cada um de nós por pior que possamos ser. Não continue em voos claramente avisados, alertados e arriscados, mude a rota da sua vida antes que seja tarde demais. Em Cristo, novos céus aguardam todo aquele que tem experimentado voar sob as asas do Espírito.
Paz!

4 Respostas para “E SE O COMBUSTÍVEL ACABAR EM PLENO VOO?”

  1. ELIZEU VERISSIMO DE MENDONÇA Disse:

    Bela reflexão. Que seu voo seja seguro, sempre, qualquer que seja a rota, porque único é seu destino: A Canaã celeste!

  2. Edmilson Disse:

    Valeu Elizeu! É bom saber que neste voo Deus tem colocado companheiros como você ao nosso lado! Abração, Paz!

  3. Edna Rodrigues Disse:

    Texto maravilhoso ????

  4. Edmilson Disse:

    Valeu Edna! Deus te abençoe, Paz!

Deixe seu comentário