Arquivado em ‘Igreja’

julho 26th, 2017 E SE VOCÊ ENCONTRASSE O GÊNIO DA LÂMPADA?

O mineirinho encontrou. O gênio já foi logo dizendo: Você tem direito a três pedidos, vamos lá, é só pedir que eu realizo na hora! Leia Mais

junho 20th, 2017 DEUS NÃO EXISTE

Olhe a sua volta. Dê uma rápida espiada nos portais de notícias na internet. Pesquise no google temas como estupro, sequestro, pedofilia, terrorismo, migração, racismo, infanticídio, suicídio, tráfico de mulheres, assédio, corrupção. Tente sentir o cheiro podre que a sociedade já se acostumou e nem nota mais. Injustiças inexplicáveis se multiplicam feito praga, parecem invencíveis e infinitas. São horizontes tétricos, deploráveis e deprimentes. Leia Mais

maio 26th, 2017 ESCONDE-ESCONDE

Época boa foi a da minha infância. A rua era o nosso quintal. Segurança, sossego e muita diversão a custo zero é o que tínhamos todo dia. Bicicleta, pipa, futebol na rua, doce de bar – aqueles que hoje fazem “mal”, mas eram pura alegria em forma de maria-mole, pé-de-moleque, paçoca, cocada, suspiro e doces de abóbora! Ah, bons tempos…-, esconde-esconde… Leia Mais

maio 19th, 2017 SOMOS TODOS E UM AO MESMO TEMPO

Alexandre Dumas eternizou a célebre frase de sua obra Os três mosqueteiros: Um por todos e todos por um. Quem assistiu ao menos uma das aventuras dos mosqueteiros vibrou com a agilidade, lealdade e coragem dos heróis. Assim como quase gritou junto com eles a famosa frase a cada vez que a união era a saída que restava, momentos nos quais um lutar por todos e todos lutar por um era a única forma de tentar superar situações que pareciam insolúveis. Leia Mais

abril 20th, 2017 DEU RUIM

Na adolescência eu tinha um amigo filho de rico. Tínhamos exatos 17 anos de idade. Seu pai, antes que ele completasse 18 anos, deu a ele o carro sensação da época: um Corcel II. Era carro somente para filho de rico. Seria como hoje um pai ter grana sobrando para dar ao filhão um Cruze, um Elantra, um Fusion, esses carros. Carro comprado, retirado da concessionária e devidamente estacionado na garagem com a seguinte ordem do pai: só pega o carro após completar os 18 anos e estar devidamente habilitado. Imagine o sofrimento do meu amigo sentindo na pele um antigo ditado popular: ver com os olhos, lamber com a testa! Leia Mais